Ligue-me
Pretendo receber mais informações

Hoje é o Dia Mundial da Saúde

7
abr
2021

O Dia Mundial da Saúde assinala-se, hoje, dia 7 de abril.
O objetivo desta data é sensibilizar e educar para a importância dos cuidados de saúde e de estilos de vida saudáveis.

O tema deste ano é "Construir um mundo mais justo e saudável". Assim, pretende-se alertar para as desigualdades no acesso aos cuidados de saúde e mobilizar os decisores políticos e a sociedade civil para a resolução deste problema.

Esta data foi criada pela Organização Mundial de Saúde e é celebrada desde 1950. E em cada ano, a OMS aproveita esta data para fomentar a consciência sobre alguns temas relacionados com a saúde pública a nível mundial.

A saúde é um direito humano; chegou o tempo da saúde para todos. Sabemos que a cobertura universal de saúde é possível, tornemo-la uma realidade! Cobertura universal de saúde significa que todas as pessoas têm acesso aos serviços de saúde de qualidade de que necessitam, quando e onde deles necessitarem, sem que isso implique um esforço financeiro. Pelo menos, metade das pessoas em todo o mundo não recebem os serviços de saúde de que necessitam. Existem, aproximadamente, 100 milhões de pessoas que, todos os anos, são empurradas para situações de extrema pobreza por terem de pagar as despesas de saúde do seu próprio bolso. Mas quem são essas pessoas e como poderemos ajudá-las?
Para termos uma melhor ideia da população não contemplada, precisamos de dados discriminados por género, idade, rendimento, local, educação e outros fatores que afetam o acesso aos serviços de saúde.

A saúde é um direito humano; todas as pessoas deverão ter a informação e os serviços de que necessitam para cuidarem da sua própria saúde e da saúde das suas famílias. Os cuidados de saúde primários acessíveis e de qualidade são a base para a cobertura universal de saúde.
Cuidados de saúde primários não seguros e de baixa qualidade arruínam a vida das pessoas e custam a todo o mundo biliões de dólares por ano; é preciso fazer mais para melhorar a qualidade e a segurança dos serviços de saúde a nível mundial.
Os cuidados de saúde primários devem ser o primeiro nível de contacto com o sistema de saúde, prestando às pessoas, às famílias e às comunidades a maioria dos cuidados de saúde, desde a promoção e prevenção até ao tratamento, reabilitação e cuidados paliativos, tão próximo quanto possível do seu local de residência ou de trabalho. No fundo, cuidados de saúde primários significam cuidar das pessoas e ajudá-las a melhorarem a sua saúde ou manterem o seu bem-estar e não simplesmente tratar uma determinada doença ou enfermidade.
Os cuidados de saúde primários cobrem a maioria das necessidades de saúde das pessoas ao longo de toda a vida, incluindo serviços como o rastreio de eventuais problemas de saúde, vacinas, informação sobre o modo de evitar as doenças, planeamento familiar, tratamento de doenças de longa e curta duração, coordenação com outros níveis de cuidados e a reabilitação.
Os cuidados de saúde primários são uma forma económica e equitativa de prestar serviços de saúde e de ajudar os países a progredirem para a cobertura universal de saúde.
Um sistema de saúde com cuidados de saúde primários fortes contribui para melhores resultados na saúde, apresenta uma boa relação custo-benefício e melhor a qualidade dos cuidados.

Os profissionais de saúde têm um papel fundamental a desempenhar na educação dos doentes sobre o modo de cuidarem da sua saúde, coordenando os cuidados e defendendo as necessidades dos seus doentes junto dos diretores das unidades de saúde e dos decisores políticos.
Os profissionais de cuidados de saúde primários têm uma relação de continuidade e de confiança com os seus doentes e conhecem a sua história clínica; ter uma visão de conjunto ajuda a melhorar os cuidados e a poupar dinheiro.
Os profissionais de cuidados de saúde primários conhecem as tradições, culturas e práticas das suas comunidades, o que os torna indispensáveis durante um surto ou uma emergência.
Para tornar a saúde para todos uma realidade, é preciso que: as pessoas individualmente e as comunidades tenham acesso a serviços de saúde de boa qualidade, para que possam cuidar da sua própria saúde e da saúde das suas famílias; haja profissionais de saúde habilitados a prestar cuidados de qualidade centrados nas pessoas; e decisores políticos empenhados em investir nos cuidados de saúde primários. 

Subscrever
NEWSLETTER
 
O site PMH - Produtos Médico Hospitalares, S.A. utiliza cookies. Ao navegar está a concordar com a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies. Aceito
Aguarde...