Ligue-me
Pretendo receber mais informações

Faculdade de Medicina do Porto estuda impacto da Covid-19 na função cardíaca

30
abr
2020

A Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) está a realizar trabalhos de investigação para avaliar a influência da Covid-19 na função cardíaca.

O objetivo é “melhorar o diagnóstico e tratamento da lesão do tecido cardíaco em doentes infetados". A faculdade espera conseguir esclarecer de que forma é que o novo coronavírus influencia a função cardíaca nos casos mais graves da doença.

Numa nota enviada às redações, a FMUP revela querer “perceber se o vírus infeta o tecido cardíaco e como é que o coração é atingido pela ativação inflamatória sistémica exagerada".

Além da resposta a estas duas questões, o grupo de investigadores espera também identificar quais os fatores de suscetibilidade que contribuem para o desenvolvimento da disfunção cardíaca em resposta à COVID-19.

De acordo com o coordenador da investigação, Roberto Roncon de Albuquerque, a “lesão de tecido cardíaco é frequente em doentes infetados”, mas, no entanto, “os mecanismos, a abordagem diagnóstica e um possível tratamento permanecem amplamente desconhecidos”.

Para obter novas respostas no combate à pandemia, os investigadores e docentes da FMUP irão acompanhar um grupo de doentes internados na Unidade de Cuidados Intensivos do Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ) por um período aproximado de três meses.

De acordo com a faculdade, o projeto tem um financiamento de 30 mil euros e é um dos 66 que será apoiado pela linha de apoio à investigação e desenvolvimento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), criada com o objetivo de melhorar a resposta do Serviço Nacional de Saúde no combate à pandemia por COVID-19.

 

Renascença abr, 2020

Henrique Cunha

Subscrever
NEWSLETTER
 
O site PMH - Produtos Médico Hospitalares, S.A. utiliza cookies. Ao navegar está a concordar com a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies. Aceito
Aguarde...